fbpx
11 dicas para guitarristas iniciantes (por Augusto Licks)
Em 27 de fevereiro de 2019

Olá, quem escreve aqui é Augusto Licks. Os autores da minha biografia, Fabricio Mazocco e Silvia Remaso, me pediram 10 dicas para guitarristas iniciantes. Aqui vão então ONZE dicas, baseadas em constatações que reuni em minha palestra-interativa “Do Quarto Para O Mundo”. Elas valem para qualquer idade:

 

1- NÃO SE ASSUSTE com um instrumento musical. Brinque com ele. Ele pode trazer felicidade com muito pouco. Esse é o primeiro mandamento: música proporciona uma coisa boa às pessoas, não perca essa coisa boa exigindo-se demais.

 

2- RESERVE UM TEMPINHO todos os dias, meia hora que seja, para brincar com o instrumento e não fazer nenhuma outra coisa. Troque “figurinhas” com amigas(os), o que uma(um) sabe irá animar a(o) outra(o). O ânimo é uma ótima técnica.

 

3- SEJA CURIOSA(O), veja vídeos na internet, MAS: não se deixe intimidar por guitarristas que exibem muita técnica. Eles também não nasceram sabendo. E saiba que muita técnica é apenas uma caminho opcional, pois de maneira geral não é preciso muito conhecimento para tocar e fazer música.

 

4- APRENDA O MAIS SIMPLES PRIMEIRO. Brinque em uma corda só, apertando-a em diferentes lugares com um dedo da mão esquerda. E continue brincando. Peça para alguém lhe ensinar o acorde de RÉ Maior, ou descubra na internet. Brinque com ele bastante, tire o dedo da corda mais fina, depois coloque o dedo que estava sobrando. Experimente tirar todos os dedos ao mesmo tempo. E continue brincando.

 

5- PROCURE NA INTERNET por “cifras” e/ou “acordes para violão ou guitarra”. Experimente  os mais simples, como LÁ Maior, MI menor. Depois pode arriscar SOL Maior, LÁ menor, DÓ Maior, RÉ menor, e MI Maior. Alguns poucos desses já permitem tocar alguma coisa.

 

6- NÃO SE ATIRE EM UM CURSO COMPLETO NO INÍCIO, poderá lhe desencorajar. Só faça isso quando não for mais um iniciante, quando pelo menos souber os acordes acima, e SE quiser.

 

7- NÃO CAIA NA BALELA DE DIZER “EU NÃO DOU PRA MÚSICA”. Todo mundo pode e deve ter a música na vida, sempre como uma coisa boa, sem stress. Ouvir música já é ter música na vida.

 

8- NÃO SE PREOCUPE SOBRE “APRENDER ERRADO”. Se você conseguir fazer soar notas e/ou acordes, do jeito que for, já está valendo, o importante é curtir. Excelência e proficiência são para situações mais complexas. E o “tocar errado” às vezes nada mais é que revelar personalidade.

 

9- NÃO JOGUE DINHEIRO FORA comprando um instrumento caro. Compre qualquer um que seja de seu gosto, que seja confortável, e que AFINE! (Peça para alguém lhe ajudar a escolher).

 

10- NÃO SE COMPARE COM OUTROS, não se cobre demais. Um pouco de autoexigência é bom, mas se for demais pode por tudo a perder. E não se deixe abater por opiniões de outros. A música que você ouve e/ou toca é uma coisa boa que só pertence a você, território pessoal, ninguém pode invadir.

 

11 – PROTEJA SUA IMAGINAÇÃO, pois é ela que nos salva em muitas momentos da vida. Leia, ouça, mas não olhe muito, exceto imagens que tenham algum componente artístico. Está viciado em drogas eletrônicas ? Faça um esforço para diminuir isso: descanse o celular, e aproveite esse momento como uma chance para tocar ou ouvir música, ou fazer qualquer outra coisa diferente.

 

BOM PROVEITO, E QUE A MÚSICA ESTEJA CONVOSCO !

Por Augusto Licks

 

Você encontra a biografia Contrapontos aqui:

Mais notícias